Notícias

Porto Alegre ganha centro multidisciplinar inédito no País para tratamento do refluxo

O espaço, onde pacientes contarão com diagnóstico e tratamento da Doença do Refluxo Gastroesofágico, será

inaugurado com a realização de três primeiros procedimentos de uma nova técnica que acaba de chegar ao Brasil

A partir do dia 04 de outubro, os gaúchos e também pacientes de outras regiões do Brasil poderão beneficiar-se de um só local para a realização de diagnóstico e tratamento do refluxo gastroesofágico (DRGE), doença presente em cerca de 20% da população brasileira. O Centro de Refluxo IAD vai situar-se junto ao Instituto do Aparelho Digestivo RS (IAD), instituição de referência especializada no tratamento de doenças do aparelho digestivo.

Para marcar a inauguração do centro, ocorrerá o primeiro procedimento com a Terapia por Estimulação Elétrica do Esfíncter Esofágico Inferior - Endostim, recém chegado ao Brasil e que trata de maneira minimamente invasiva pacientes com DRGE crônica. A técnica, já realidade em países da Ásia, Europa e América Latina, e que já foi realizado em mais de 400 pacientes até o momento, funciona de forma similar ao marcapasso cardíaco, estimulando eletricamente o Esfíncter, responsável por evitar que os alimentos voltem do estômago para o esôfago e que nos pacientes com DRGE funciona de forma ineficiente. Pesquisas com pacientes que utilizam o Endostim com quatro anos de acompanhamento comprovam que 90% dos pacientes que passaram pelo procedimento não precisam mais de medicamentos de uso crônico para controle da DRGE.

“A proposta do Centro de Refuxo IAD é possibilitar aos pacientes realizar toda a investigação diagnóstica e tratamento clínico ou cirúrgico da DRGE. A reunião de especialistas de Gastroenterologia Clínica e Cirúrgica, com amplo conhecimento em todos os aspectos da DRGE  é a principal característica deste centro pioneiro no Brasil, focado em uma doença tão frequente e que traz muito desconforto. Além disso, o Centro de Refluxo IAD apresenta os exames mais modernos para o diagnóstico da DRGE, como a Manometria Esofágica, phmetria esofágica de 24h com cateter, com canal simples ou duplo canal, Manometria de alta resolução e phmetria esofágica de 96h sem cateter, e também cirurgiões com grande experiência na correção de Hérnias Hiatais e na Correção da Válvula Anti-refluxo, que busca reconstruir a anatomia do esôfago e do estômago por laparoscopia”, explica o Prof. Dr. Richard R. Gurski, Doutor em Doenças Esôfago-Gástricas, Professor de Cirurgia da UFRGS, Chefe do Serviço de Cirurgia do Aparelho Digestivo do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, coordenador do Centro de Refluxo  IAD e um dos diretores do Instituto do Aparelho Digestivo – IAD. “E, a partir de agora, passa a ser o primeiro local do Brasil a contar com cirurgiões que tenham realizado a colocação do Marcapasso Endostim, também por laparoscopia”, ressalta.

 “O refluxo é uma doença bastante crônica, progressiva e recorrente, assim como doenças como Hipertensão e Diabetes. Por isso vimos a necessidade de oferecer aos pacientes, em um só local, a possibilidade de seu diagnóstico e tratamento de forma mais ampla possível. Assim, com o atendimento multidisciplinar destes pacientes, acreditamos ser possível acompanhar todo o processo da sua doença, buscando o melhor controle e tratamento desta entidade tão comum na população. E acreditamos que ao oferecer a comodidade de em um único centro oferecermos todas as possibilidades de diagnostico e tratamento estaremos trazendo mais conforto aos nossos pacientes”, comenta.

Assessoria Comunicação EndoStim